Arquitetura

Biofilia na arquitetura: saiba o que é essa tendência e como incorporá-la

Compartilhe nas redes sociais:

Você já ouviu falar em biofilia na arquitetura? Se o termo ainda não é comum para você, pode ser que até já tenha visto essa ideia empregada em muitos ambientes e tenha gostado, mas apenas não saiba que se tratava desse conceito.

Por isso, hoje vamos explicar melhor o que ele representa. Também mostraremos como pode ser incorporado ao design de interiores e a um projeto de decoração para valorizá-lo ainda mais.


Essa tendência tem crescido cada vez mais, especialmente durante a pandemia, e promete continuar se destacando ainda mais, confira agora o que é biofilia na arquitetura!

O que é biofilia na arquitetura?

Biofilia na arquitetura se refere à ideia de trazer a natureza para dentro dos ambientes. Para isso utiliza-se recursos que permitem criar um espaço mais relaxante.

A palavra “biofilia” vem do grego “amor às coisas vivas”. O próprio prefixo “bio” remete à vida, o que se conecta ao propósito de unir a natureza ao design.

Um ambiente com plantas, flores e elementos naturais tem mais vida, é mais acolhedor e alegre. Esses aspectos são capazes de conferirmaior bem-estar a quem ocupa esse local. 

As plantas são um grande exemplo para permitir que esse conceito vigore no design de interiores, mas não são a única possibilidade. Você verá isso mais adiante!

Por que a biofilia é uma tendência?

De acordo com um levantamento do Google, em parceria com a consultoria Consumoteca, do total de mil brasileiros entrevistados, 42% disseram que com a chegada da pandemia passaram a dar mais valor ao imóvel onde viviam e se sentiam mais conectados a ele.

Além disso, o Pinterest, rede social com foco em compartilhamento de imagens, indicou que entre as tendências para este ano em decoração está a natureza. Quarto biofílico, escritório biofílico e teto floral aparecem entre elas. Tudo isso reforça a constatação de que essa procura só tem aumentado.

Como a biofilia pode ser empregada na arquitetura?

A biofilia, na arquitetura, pode ser incorporada de diversas formas. Ela atua sempre alinhando possibilidades do espaço com o estilo da casa. Para exemplificar, abaixo trazemos algumas opções. Veja:

Plantas

As plantas são de longe os elementos mais lembrados e presentes na proposta de biofilia nos ambientes. Elas completam o ambiente dando um visual natural e aconchegante, de paz, seja em:

  • vasos ornamentais;
  • em forma de pequenas árvores;
  • palmeiras ou coqueiros;
  • áreas gourmet;
  • hortas verticais e samambaias suspensas.

É possível sempre unir o gosto de quem vai ocupar o espaço com o tipo de planta que mais agrada a quem irá ocupar.

Água

Além do verde das plantas e da oxigenação que isso traz ao ambiente, a água é outro elemento que pode trazer a sensação de frescor à casa.


Ela pode fazer parte do ambiente em um chafariz, cascata em área de piscina ou uma fonte, dependendo do espaço que se tem.

Pedras

As pedras são outro elemento que traz a natureza para dentro do ambiente e proporcionam conexão com a ideia naturalista.

Elas podem estar presentes em revestimentos de parede, no chão ou até mesmo, para tornar tudo mais simples, em papéis de parede.

Ao utilizar o revestimento de pedra em paredes ou locais que possuem tomadas de energia, é preciso optar por modelos de tomadas especiais para garantir um bom acabamento, como a linha de tomadas Móveis e Pedras, da WEG, feitas especialmente para isso.