Os Sistemas Elétricos Integrados (SEI) foram criados para fornecer soluções elétricas montadas e interligadas, prontas para receber as conexões externas. Dentro do SEI, é possível instalar toda a planta elétrica de uma embarcação, como o quadro elétrico principal, quadros de distribuição, transformadores, variadores de velocidade e sistema de automação. Ao utilizar a solução SEI, a construção de um navio ou plataforma pode ocorrer em paralelo, permitindo que os painéis elétricos sejam instalados já com a sala elétrica pronta.

Outra grande aplicação do SEI são em revamps ou reforma de plataformas, nas quais, em alguns casos, o trabalho é feito somente em um determinado módulo da mesma. O SEI é facilmente adaptável a cada projeto, pois uma grande equipe de engenheiros treinados está à disposição do cliente para adequar a solução à necessidade da aplicação.

A estrutura do SEI consiste em colunas laterais e vigas superiores e inferiores em aço com certificado de inspeção e qualidade. Soldas externas e transversais do piso através de processo MIG, semi-automático contínuo. As chapas são vedadas com silicone e as portas com borrachas padrão naval. O revestimento das paredes internas e do teto é feito com uma dupla chapa de aço de carbono ASTM 36, 100% galvanizada, fixada por parafusos autobrocantes. Muito resistente, o telhado suporta uma carga de 200Kg/m², possui colchão de ar entre telha e teto e calhas laterais para escoamento de água.

A porta de acesso tem abertura para fora com ângulo mínimo de 90 graus e possui barra antipânico. Através de vigas transversais e longitudinais em aço carbono soldadas o piso suporta uma carga de 1.250Kg/m². Antes da pintura é realizada uma limpeza mecânica, lixamento e remoção de óleos e graxas. Para garantir a durabilidade do SEI são usadas tintas em Premier Epóxi com acabamento em poliuretano anti-linfático.

Quando a estrutura foi construída a WEG também se preocupou com o transporte e içamento da SEI, por isso ele foi fabricado com cantos reforçados e o içamento pode ser feito através de cabos em balanço ou por meio de berço ou num veículo apropriado tipo prancha e o monitoramento permanece durante o transporte.

A iluminação interna está projetada conforme a densidade luminosa exigida, toda a fiação é através de eletrodutos e conduletes galvanizados a fogo. Há iluminação de emergência e utilização de luminárias especiais e tomadas distribuídas em partes estratégicas. Além disso, a estrutura possui aparelhos de ar condicionado para proporcionar uma melhor condição de trabalho e de funcionamento dos equipamentos.